Perguntas Frequentes

A compensação dentro do programa Carbon Free é voluntária e começa com a mensuração das emissões de gases do efeito estufa relacionadas a um produto ou atividade. Os valores são convertidos em carbono equivalente e então é calculada a área de floresta na Mata Atlântica necessária para absorver e estocar esse carbono. O padrão Iniciativa Verde de compensação de emissões e restauro florestal visando a fixação de carbono atmosférico segue as diretrizes estabelecidas pela Resolução SMA - 030 de 14 de maio de 2009, formulada com o intuito de estabelecer orientação para projetos voluntários de reflorestamento para compensação de emissões de gases de efeito estufa. Estes restauros têm por objetivo não só remover e estocar carbono da atmosfera, mas agregar valores que ampliem a qualidade ambiental de paisagens rurais, maximizando benefícios para a biodiversidade, recursos hídricos e conservação do solo.
A Iniciativa Verde atua predominantemente dentro do bioma da Mata Atlântica, com foco no estado de São Paulo e no sul de Minas Gerais, na região da Serra da Mantiqueira, porém tem projetos em parceria com outras instituições também no cerrado paulista e na Amazônia, na região da Transamazônica, no estado do Pará. Os restauros são feitos em áreas de preservação permanente em propriedades rurais e Unidades de Conservação.
As emissões de gases do efeito estufa são estimadas a partir de bases de dados como o GHG Protocol, adaptado para o Brasil pela Fundação Getúlio Vargas, e outras pesquisas científicas.
O restauro florestal é projetado levando-se em conta critérios de máxima diversidade de espécies estabelecidos pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Resolução SMA Nº 32 DE 03/04/2014) e respeitando as características do ecossistema local. Sempre são plantadas espécies nativas, respeitando critérios de divisão por classe de sucessão e condições específicas do local escolhido, visando restaurar a vegetação nativa da área ao mais próximo possível de sua condição original.
O preço "por árvore" nos programas da Iniciativa Verde é uma média do custo das atividades de plantio ou semeadura, manuntenção e monitoramento dentro de uma área inteira de restauração. Inclui gastos como cercamento da área, tratamento do solo, combate a pragas, compra de mudas ou sementes, reparo de danos causados por animais, incêndios ou outros fatores, e o acompanhamento técnico da área até que ela atinja os parâmetros necessáros para ser considerada uma floresta independente, capaz de continuar a se desenvolver sozinha.
  • 629 Hectares Reflorestados
  • 110.115 Toneladas de CO² compensados
  • 888 Empresas