Plantando Águas

Plantando Águas

A população rural em prol da proteção e manutenção de recursos hídricos.

 

O Plantando Águas integra saneamento básico, recuperação de florestas e educação ambiental para proteger a água no campo. O saneamento básico ainda é um problema no Brasil, especialmente na zona rural, onde apenas um terço das casas estão ligadas à rede de abastecimento de água. O projeto então, une um conjunto de práticas que se articula na promoção da autonomia técnica e produtiva de quem vivem em zonas rurais.

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2015 mostram que cerca de 60% das casas depositam os dejetos em fossas rudimentares, diretamente nos cursos d'água ou no solo.

Problemas de erosão e assoreamento de cursos de água, exaustão do solo, poluição e degradação dos recursos hídricos e redução da biodiversidade geram baixa renda, endividamentos, danos à saúde e perdas culturais para populações rurais, que muitas vezes se veem obrigadas a deixar o campo.

No estado de São Paulo estima-se que menos de 20% do território esteja coberto com vegetação nativa.

O plantio de agroflorestas, que aliam produção e proteção do solo, junto à instalação de tecnologias sociais de tratamento de esgoto, como a fossa séptica biodigestora, o jardim filtrante e a cisterna de captação de águas de chuvas são soluções propostas pelo Plantando Água para incentivar pequenos agricultores familiares, assentados rurais, comunidades tradicionais e residentes de Unidades de Conservação a provocarem impactos positivos.

Plantando Águas

  • Saneamento rural com tecnologias sociais de baixo custo

  • Recuperação florestal com sistemas agroflorestais

  • Educação ambiental em oficinas e visitas guiadas

  • 629 Hectares Reflorestados
  • 110.115 Toneladas de CO² compensados
  • 888 Empresas